segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Voltei

Olá a todos,

Bem sei que andei ausente...mas cá estou para continuar a contar as diabruras diárias dos meus 3 estarolas.

Confesso que andei muito em baixo (acho que ultrapassei o chão). Recebi os testes de PKD dos meus meninos e foi com muita pena/raiva/odio/tristeza que constatei que o Murphy acusava Positivo.
Ele é portador da doença, ou seja...é um positivo recessivo.

Sem querer fazer uma comparação estupida, mas fazendo...é um género de virus da sida. Muitos são os portadores, mas muitas vezes eles não têm a doença e nem sequer morrem dela....
O Murphy está assim.
Acusa, mas não a tem e poderá nunca vir a ter. Dorme, come, brinca....mas sempre bem Graças a Deus!

Assim que tive os testes na minha mão a minha consciência pesou mais alto e avisei todos aqueles que compraram os bébés - A Donaciana, a Soraia e o Nelson. Curiosamente a maior parte dos "novos papás" dos meninos foram surpreendentemente compreensivos e até me animaram mais.
Agradeço-os por isso e acredito que os meus meninos não podiam ter sido mais bem entregues.
Perceberam que este assunto é uma coisa que não está de todo nas nossas mãos e que infelizmente não podemos mudar.

Houve também quem se indignasse, mas entendo totalmente.
Eu propria, assim que soube, fiquei indignada.
Eu propria adquiri o Murphy num gatil "CONSIDERADO CONCEITUADO" e confesso que se nunca tivesse feito os testes nunca teria descoberto nada disto (e se calhar nunca me teria enervado tanto, nem chorado).
Só quem passa por isto é que deve adivinhar o que nos passa pela cabeça...o Murphy é como se fosse meu filho...e nós queremos sempre o melhor para os nossos.

Os testes de PKD são uma coisa recente, e nem todos os criadores o fazem. O facto de eu os ter feito significa que me preocupo, e que quero o melhor para eles. E o facto de ter tido a consideração de avisar todos é de louvar....provavelmente muito pouca gente o faria! E só tenho pena que as pessoas nao consigam admitir o erro ou a falha...e acharem suspeito, ou estranho porque "nunca nenhum tinha saido de lá assim!"

O que é certo, é que a Arya, mesmo depois do resultado dos exames, acabou por arranjar papás - ela era a ultima menina disponivel.
Já foi para a nova casa. Ela não se importou de todo com a situação.
Foi a Ana (a dona da Arya) que acabou por "levar com a bomba".
A noticia era recente nas minhas mãos (mais fresca não podia ser) e eu nesse dia ia entregar-lhe a gatinha.

Antes de levar a Arya telefonei-lhe (a chorar baba e ranho...e mais uma vez Ana, peço-te desculpa!!!)
Dados os resultados ela poderia mudar de ideias, e estava no direito dela não querer levar a gatinha. O que é certo é que ela levou na mesma a Arya (que se chama agora Molly) e está muito satisfeita. Segundo consta a menina brinca muito e faz rom-rons (tal como a Mitzi, antiga Aretha, que já tinha saído para casa da sua avó Isabel....visto a mamã Soraia estar em Espanha).

O Ciro ainda anda cá por casa.
Brincalhão e diabrete são as palavras que mais o caracterizam.
Não para quieto...está sempre numa grande agitação...só quer é atenção e brincadeira.
Assim que vê um pé a mexer debaixo do lençol, põe-se em posição de ataque e pronto...vários "uis" é o que me sai da goela.

Ele continua reservado à Maria de Portalegre (ela ausentou-se e pediu-me mais 2 semanas...que estão quase a terminar).
Só estou é à espera que ela me diga qualquer coisa (visto eu também lhe ter enviado a mensagem a anunciar os testes do Murphy).
Deixei-lhe ao critério ficar ou não com o Ciro.

Caso não fique, existem outras pessoas interessadas, mas independentemente de que o levar eu confio que ele será muito bem entregue (tal como os seus manos também foram).
Acredito sinceramente nisso!

Beijinhos

Inês

1 comentário:

Our Family disse...

Bem Inês que bomba, e imagino como te deves ter sentido...mas foi de louver e muito a tua atitude, eu tambem o faria, parabéns miuda!!